domingo, 19 de agosto de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Uma difícil divisão de uma nada fácil gestão.

Normalmente se ganha a eleição quem tem o apelo popular e aquele que consegue agregar mais pessoas ao projeto. Em Marechal, não fugindo a regra, tivemos o atual gestor eleito com um palanque robusto de autarquias estaduais. Famílias tradicionais da politicagem alagoana, donas de muito voto e prestigio nos corredores das casas legislativas e executivas deste país. 

Mas qual o mal nisso?

O problema está que essas pessoas não compram projetos que não valem a pena, ninguém investe para perder. Nessa conta para fechar e valer a pena… Investimento tem que valer retorno de votos. E aí está o que não encaixa na nossa atual situação. Não é novidade para ninguém que a aprovação da atual gestão é pífia e que o próprio grupo tem demonstrado certo desequilíbrio de ações. Com isso, como o prefeito pensa em transferir votos para os seus apoiadores políticos? Será que teremos grupos insatisfeitos?

A CONTA NÃO BATE!

É muito cacique para pouco índio meus amigos. Isso irá refletir automaticamente na gestão dos próximos anos, pois poderemos ter aliados passando para o grupo de oposição. Fazendo com que os recursos que já são escassos se tornem ainda piores.

Se está ruim para essa eleição, o que podemos esperar para 2020?

Sobre Jairan Chagas

Verifique isso

Homem morre e adolescente fica ferido durante atentado a bala em Campo Alegre

José Milton dos Santos Silva, de 37 anos, morreu e um adolescente de 17 anos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*