segunda-feira, 24 de setembro de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

OS PAREDÕES CONTINUAM INCOMODANDO

FATOS&FUTRYKAS 13/2018

Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.

Albert Einstein

CORRUPÇÃO E NEPOTISMO

Paulino Lopes diz que se observa em Marechal Deodoro, há anos, uma prática política onde sempre esteve presente, a CORRUPÇÃO, o NEPOTISMO. “O uso excessivo e abusivo de CARGOS COMISSIONADOS, inclusive ferindo as normas existentes para o seu uso, os CONTRATOS IRREGULARES, os funcionários FANTASMAS que não cumprem horário e muitas vezes nem comparecem ao trabalho e o não reconhecimento do valor do servidor EFETIVO, tudo isso e mais outras mazelas, é que faz o município permanecer mergulhado nesse atraso inaceitável. ”

OPACIDADE

Enquanto perdurar opacidade existente nas Gestões Públicas, a população jamais presenciará melhores dias. Ora, o dinheiro que é utilizado para gerir os órgãos públicos é do povo e, consequentemente, é dever dos órgãos que são responsáveis em fazer cumprir a lei se posicionarem e fazerem com que o povo saiba exatamente o que está sendo feito do seu dinheiro. Os gestores, nos três poderes do município, EXECUTIVO, JUDICIÁRIO e LEGISLATIVO, são empregados do povo, pagos com o dinheiro do povo e ao povo devem satisfação.

PAREDÕES

Moradores da Rua Tenente José Tomé reclamam “que não conseguem dormir, ler ou assistir televisão devido ao excesso de som proveniente destes PAREDÕES que causam semanalmente crimes ambientais em nossa cidade”. O pior é que além do som estupidamente alto, as músicas escolhidas são “irritantes e de péssimas qualidades”. Esses deodorenses clamam por uma posição das autoridades para conter os abusos, a violação da legislação e bradam: Ajudem-nos!!!!!!

OBRAS INTERMINÁVEIS

Uma pergunta que insiste em permanecer para os pais dos alunos da Escola Municipal Prefeito Edival Lemos Santos, localizada no bairro da Poeira, em Marechal é com relação ao término das obras que há muito começaram. Eles reclamam que já estamos em março e as aulas nem começaram e o pior é que ninguém diz nada. “Nós estamos preocupados, pois o nosso ensino já não é de qualidade e todos esses dias sem aula, fotos e vídeos nas propagandas é que só vemos. Queremos resposta. ” – disse uma mãe de aluno.

A COCADA

A cocada é um doce à base de coco, tradicional em várias regiões do mundo, especialmente na América Latina e em Angola. Por volta de 1750, época em que o Brasil ainda estava sendo colonizado, as escravas negras passaram a cozinhar para os senhores de engenho. Elas levaram todo seu conhecimento culinário e adaptaram muitos pratos ao paladar dos amos. 

A tradição do fabrico da cocada em Marechal, em especial na Massagueira, começou com a D. Maria Quinô de Souza, que inicialmente utilizava apenas o coco. Com o passar do tempo resolveu acrescentar o mamão e o resultado foi bem aceito. Depois vieram outras frutas da região como jaca, maracujá, goiaba e banana.

Foto do perfil no Face

A conhecida Ril (Massagueira) dos Santos sugeriu em um mural de recados que “antes de colocarem nomes sem nexo algum em determinadas obras, como: praças, escolas, ruas, avenidas e tantas outras, deveriam pelo menos fazer um estudo da cultura do lugar… Nomes estrangeiros não fazem parte da nossa história, muito menos da nossa cultura. Competência em assessoria é fundamental.” Valeu a dica!

 

ERROS DE PORTUGUÊS MAIS COMETIDOS

“Interviu” / “Interveio”

Erro: A diretora interviu na decisão.
Forma correta: A diretora interveio na decisão.
Explicação: Interveio é a flexão do verbo intervir na 3ª pessoa do singular do Pretérito Perfeito do Indicativo. Significa interferir, participar, interceder.

“Através” / “por meio”

Erro: O cliente soube da alteração através do e-mail.
Forma correta: O cliente soube da alteração por meio do e-mail.
Explicação: Por meio significa “por intermédio”. A locução através de expressa a ideia de atravessar. (Ex: Olhou através da janela.)

“Clipe” / “clipes”

Erro: Ele fixou os papéis com um clips.
Forma correta: Ele fixou os papéis com um clipe.
Explicação: Clipe é aquela peça de metal usada para prender folhas. Patenteado na Alemanha, é conhecido como clip (pl. clips) nos países de língua inglesa. No Brasil, deve ser chamado de clipe (pl. clipes).

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Barulho do megafone derruba helicópteros e ‘mata’ marqueteiros em Alagoas

Faz barulho aí, gente! Olha o Rodrigo passando”!! Grita o locutor, de cima de um mini …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*