terça-feira, 18 de dezembro de 2018
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Forças de segurança fazem operação na favela Kelson’s, na Zona Norte do Rio

A favela Kelson’s, na Penha, fica ao lado de centro da Marinha. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões

Uma operação das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar é realizada na manhã desta terça-feira (20/2) na comunidade Kelson’s, na Penha. A favela, na Zona Norte do Rio de Janeiro, fica ao lado de centro da Marinha, e é conhecida por ter sido visitada por Madre Teresa de Calcutá, em 1982. A ação integrada teve início ainda na noite dessa segunda (19/2), com o objetivo de desobstruir vias e combater o crime organizado na favela. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões.

A operação na Kelson’s foi planejada antes da intervenção federal na segurança do Rio, de acordo com a Secretaria de Segurança do Estado. Ela é feita com base no Decreto Presidencial de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), assinado em 28 de julho de 2017.

Algumas vias e acessos nessas áreas podem ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados, com restrições dinâmicas para aeronaves civis. Não há interferência nas operações dos aeroportos, segundo a Secretaria de Segurança. 

Agentes ocuparam o Arco Metropolitano e rodovias que vêm de outros estados e passam pelo Rio de Janeiro, como a BR-116, na Baixada Fluminense, segundo informações do G1. Também há uma terceira linha ocupações de acesso às comunidades do Salgueiro, em São Gonçalo, e do Chapadão e Pedreira, na Zona Norte do Rio.

(foto: Reprodução/Twitter/@SegurancaRJ)

Segundo o jornal Extra, um tanque da Marinha está posicionado em um dos acessos à Kelson’s. Os militares abordam moradores que deixam a comunidade e os revistam. A cena chama atenção de quem passa pelo local. Diversos veículos da Polícia Civil também estão no local.

Pedido de ajuda na internet 

Nas redes sociais, a Secretaria de Segurança pede ajuda à comunidade para colaborar com a ação das forças de segurança. Eles pedem que moradores denunciem esconderijos de criminosos, armas e drogas, pelos telefones (21) 2253-1157 ou 190.

 

fonte  correiobraziliense

Sobre WebRádio Juventude

Verifique isso

Blog do Otávio Valentim: novo blog no ar

A Web Rádio Juventude conta com um novo blog, é o blog do Otávio Valentim …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*